segunda-feira, 16 de maio de 2011

Era uma vez, um boy magia


Adendos iniciais:
O post de número 99, antes das mudanças finais, não poderia ser sobre ninguém se não sobre, ele. Algumas coisinhas já mudaram por aqui! Temos um novo twitter - SIGA-ME! - , um novo nome (um dia eu explico sobre ele), e em breve - espero que até a semana que vem - um novo fundo de tela, bem bonito e exclusivo. Uma meta para este ano: dar pro blog o que ele merece, ele tem potencial e vou começar a explorar.

Tudo que tenho a dizer sobre fazer faculdade novamente é que, minha vida nunca foi tão absurdamente ousada, surreal e divertida. O fato é que eu nunca tinha notado o cidadão, e, quando notei também não me interessei, tinha namorada - algumas pessoas vão rir bem da minha cara após esta declaração - e era aquela coisa meio intocável, muita areia e com a namorada CDF perfeita. Chuá em qualquer intenção mínima, que, francamente, eu também não tinha.

De uns meses para cá, o namoro com a moça lá acabou, e sabe-se lá porque passei a ser notada pelos olhos enormes e azulados do guri. Não sou nenhuma princesa, mas tenho meus atributos. O fato é que o senhor Mickey Blue Eyes não vale nem a água do cachorro quente. É daqueles: sou lindo, sei disso e faço o que quero. Num primeiro momento, eu e meu ego inflado, ficamos felicíssimos, eu ia pegar (que macho eu sou) a coisa mais maravilhosa que meus olhos já tinham visto, ao menos, na faculdade. Estava até cantarolando um "sou foda, as novinha eu esculacho",  e então vi uma certa animação do outro lado da classe, algo como: é hoje que eu pego ela, amanhã todos saberão.

Decidi que ele ia ver só o que era bom pra tosse. É claro que ele é humanamente irresistível, mas eu sou orgulhosa.  Ele parou na porta da minha casa, e eu tive uma idéia genial: Ligar o chuveiro e esperar a ligação. E então ele disse:

"estou aqui embaixo"
"estou com o chuveiro ligado, você não está ouvindo?"
" eu avisei que viria até aqui, porque você se enfiou no banho?"
"não vou descer, pode ir embora!"

E falou mais meia dúzia de coisas que não me recordo, sei que discutimos porque ele comentou na sala de aula sobre mim mas garantiu de pé junto que não, e foi embora. Eu estava livre. Um arrependimentozinho de não ter pego o pão doce bateu na minha cabeça. Imaginei que ele não iria mais investir, afinal, mulher fazendo fila não deve faltar. Creio que me enganei...

No outro dia ele me xingou, é claro. Fiquei como "cuzona". Admito que toda vez que ele chega perto eu cantarolo mentalmente "se liga aí novinha, TÁ TODA RECALCADA", sou muito ridícula, me apavoro. Quem diria que eu, quando tinha 15 anos fui considerada um dos seres mais feios da escola passaria por algo assim a esta altura da vida? Sabe aquela gordinha que é caçoada a vida inteira e anos depois aparece linda e loura e não sabe o que fazer com isso? Sou eu. Mas no meu caso eram espinhas mesmo.

Bom, a última investida dele, foi uma espécie de DR. No fundo eu to meio cansada dos golpes masculinos (acho que tomei mais um essa semana, veremos) e, sei lá, to numa vibe de auto preservação. Falei que ele é lindo na cara dele, mas que conhecia homens como ele, e que não queria provar e nem pagar pra ver, porque iria sofrer. Ele, fedendo de bêbado, disse que jamais me faria sofrer, e que eu não era mulher de uma noite só. Admito que me senti com 13 anos e meu coraçãozinho deu uma mexida. Isso durou 5 segundos e eu me recompus: Tem gente que cai numa dessa em 2011? Helloooooooo (#valmarchiori feelings) - um dia eu vou ter meu próprio barco e o nome dele vai ser Hello ahuahuahuahuahuhau vejam e sintam do que estou falando bem aqui: http://vejasp.abril.com.br/revista/edicao-2217/val-marchiori-perfil, isso vale um post próprio. !

Bom, eu vou ser franca, isso está me fazendo bem pro ego. Por outro lado, não sei até quando vou aguentar essas investidas. Às vezes me pego pensando que seria bom se ele desistisse... mas algumas pessoas dizem que eu deveria pelo menos pagar pra ver - vou sofrer certeza, e eu to com uma preguiça disso...

Ai ai gente, conselhos nos comentários, prometo mandar um cheque polpuldo pro melhor conselho... HELLOOOOOOOOOOOOOO.

Christina

twitter: @denovodezoito


 

5 comentários:

Anônimo disse...

Bom, na minha opinião, o cara nem deve ser tão bom assim (cara que se acha, geralmente, é uma bosta)... Acho que não vale a pena você se envolver com um cara que você já tem plena certeza que é um babaca, acho falta de auto estima. Uma mulher segura de si (como você), sabe que não precisa disso! Claro, quando a gente está sozinha (e por mais segura, fodona, etc que seja), sempre pinta o pensamento "vai que é ele"... mas te garanto, se fosse "ele", você não estaria em dúviva, as coisas simplesmente aconteceriam!

Bjão!

Ana Paula

sheila* disse...

Ué, eu acostumada com a Jules, você me aparece Christina? Realmente as mudanças começam.
ENtãaao, eu acho que eu teria feito mais ou menos do mesmo jeito só que não sei se duraria muito tempo meu gelo, sou manteiga derretida e se o macho é bonito, haja massagem pro ego assim lá longe né?
Esperando notícias do desenrolar da história.
Beijos

Marcella disse...

adoooro o seu blog, mas ja falei isso antes :-D meu conselho : foge de homem assim ( experiência própria...) Beijo!

van disse...

"Ele, fedendo de bêbado, disse que jamais me faria sofrer, e que eu não era mulher de uma noite só. Admito que me senti com 13 anos e meu coraçãozinho deu uma mexida. Isso durou 5 segundos e eu me recompus: Tem gente que cai numa dessa em 2011? Helloooooooo"


ahhahahahah me senti lendo meu diário.

Iva disse...

bom, vou palpitar mesmo sem intimidade com a autora (afinal tenho intimidade com o tema : roubadas sentimentais). well pequena notável,eu te faria a pergunta: vc quer namorar o cara? pensa em algo do tipo? ou só quer ficar? curtir? olha...eu pegaria e não pensaria em sofrimento. sofrimento é a coisa mais inútil de ser pensada, pq vem no pacote dos sentidos e não no da razão, assim como o prazer. vivo me programando ever no modo: não vou mais sofrer, dessa vez não e ... OPA...custa nada só dar uns beijinhos e ...CARAI...porrada outra vez! mas sabe? o erro é meu de sempre racionalizar os sentidos e sentimentalizar a razão. na hora de sentir, eu penso e na hora de pensar eu sinto. acho q toda mulher é uma atrapalhada nos assuntos do S2. não sinta culpa se algo der errado, tb não descarte a hipótese de algo sair certo. a gente tem que viver...e no final, seja lá no que der, a gente tira de letra no fim e guarda as cicatrizes pra coleção particular (os troféus de guerra na estante da memória). Como diz Woody Allen : "só existe uma frase mais linda do que 'eu te amo'. o 'é benigno'."

amiga, do chão vc não passa e tb não morrerá por amor (ou a falta dele). vai lá provar um pouquinho do gostinho do céu de vez em qdo q vc tb é filha de deus e relaxa.

beijo

 

Blog Template by YummyLolly.com